O Naturismo é uma forma de viver em harmonia com a Natureza caracterizada pela prática da nudez colectiva, com o propósito de favorecer a auto-estima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Momentos de história - 1

“O Natural” especial dedicado a Pedro Geraldes Cardoso publicado em 2012, não como uma homenagem porque estas fazem-se em vida, e foram feitas, mas sim como um memorial que permita aos presentes e aos vindouros saber quem foi e a grande contribuição que deu ao Naturismo em Portugal.

O seu trabalho, a sua dedicação e a sua permanente disponibilidade para o Associativismo Naturista, fizerem dele uma referencia incontornável no naturismo nacional.

Um grande homem, um grande naturista um sonho por realizar:

Um movimento unido e coeso na defesa e na divulgação do naturismo.

Parte da história Federação está nesta edição do Magazine.

Um contributo do CNC - Clube Naturista do Centro para o nosso projecto:

NATURISMO - HISTÓRIA COM VIDA

Um publico agradecimento ao Clube e a todos os que contribuíram para tornar possível esta edição com o seu contributo.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Yoga naturista - 2014/15


Aulas de Yoga naturista 
(actividade com nudez)

Professor: Francisco Palma (SPN)

A partir de 4 de Outubro

  3 primeiros sábados do mês
11h30 - 12h30



Condições de participação:

- Não necessita de conhecimentos anteriores de yoga.

- Os participantes devem ser federados (ou federar-se) na Federação Portuguesa de Naturismo.

Mínimo de 6 e o máximo de 15 participantes.

Material necessário: toalha para cobrir o colchão.

Inscrições na secretaria da SPN (tel: 21 346 33 35), das 12h às 19h, com informação de contacto e o número do cartão naturista INF/FNI

Mensalidade: 20€
Aula avulso: 7,50€

Morada: 
SPN
Rua João de Menezes, 1 , 1900-266 Lisboa
______________________________________________________

sábado, 27 de setembro de 2014

Costa Natura novo protocolo FPN

Desconto de 5%  a portadores do cartão FPN-INF.

Mencionar protocolo na reserva.

Apresentação de cartão com selo valido no momento do Check.in

____________________________________________________


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Novo protocolo Almanat camping


Desconto de 5% sobre a tabela oficial de preços na estadia em alvéolo ou bungalow a portadores do cartão FPN-INF.

Desconto não acumulável com outras campanhas
Cartão Naturista obrigatória na primeira visita.
A adesão posterior na recepção ao Club Alamat (gratuito), permite preços mais económicos.


____________________________________________________


quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Promoção Hotel Natur Playa

Promoção de final de época.

Condições especiais para portadores de Cartão Naturista portugueses até final de Outubro com descontos de 20 a 25 % - preço final aproximado de 37.5€ por dia por pessoas em quarto duplo standar em regime de meia pensão (não inclui bebidas).

Preço para reservas realizadas através da Trasmedtour (http://trasmedtour.com/) indicando esta noticia da FPN - Federação Portuguesa de Naturismo .

Hotel      Instalações     

____________________________________________________


quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Magnolias Natura - Naturist Resort


5% de desconto em alojamento com Cartão Naturista Internacional emitido pela FPN - Federação Portuguesa de Naturismo e quota válida. (obrigatório apresentação do cartão com selo em dia para ter desconto).

Consulte todas as condições em: http://www.fpn.pt/vivernu/campings.php

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Banda desenhada

O naturismo em banda desenhada.

Um projecto que terminou mas que deixou para trás um bom reportório.

Visita o site do autor: http://www.baremanors.com/


sábado, 20 de setembro de 2014

Naturismo - História com Vida

Um projecto lançado pela FPN que precisa do contributo de toda a comunidade para o seu sucesso.

O projecto foi actualizado no nome e na estrutura, estando já online.

Futuramente serão adicionados quadros e paginas.

Naturismo - História com Vida, é um projecto lançado em 20 de Setembro de 2014, que tem como objectivo colocar online toda a informação recolhida sobre a Federação Portuguesa de Naturismo desde a sua fundação em 1 de Março de 1977.

Um espaço que pretende dar a conhecer a Federação, o naturismo em Portugal e o caminho percorrido até à actualidade

Um projecto que só será possível de concretizar com o contributo de toda a comunidade naturista.

A actualização de informação e conclusão do projecto vai depender dos contributos recebidos, se tem em suporte digital textos e fotos que possam enriquecer este acervo online e deseja contribuir, basta enviar-nos por email o seu contributo.

Indique no email por favor o nome e a ligação com que deseja ver referenciado o seu contributo.

A divisão em 4 áreas facilita a consulta e enquadra os temas:

História do Naturismo
As origens do Naturismo e da FPN.

FPN
Pessoas, cronologia dos acontecimentos, oficialização de praias e actividades realizadas.

INF
A estrutura da Federação Internacional de Naturismo, congressos mundiais e participação nacional, encontros de família e aniversários.

Eunat
Congressos europeus e a participação nacional na Eunat - European Naturist Assembly.

Visite em:
http://www.fpn.pt/historia/historia.php
____________________________________________________

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Naturismo: História Viva

Naturismo: História Viva

Um projecto para um portal sobre a história da FPN em construção no site da Federação.
Todos os contributos sobre os quase 38 Anos de história são bem vindos.

Com a vossa ajuda podemos dar conhecer e preservar para o futuro a história do naturismo em Portugal.

Um espaço online gratuito e disponível para toda a comunidade.
 
Um projecto a desenvolver ao longo dos próximos anos tendo em conta os recursos disponíveis e a quantidade de dados a colocar online.

A primeira pedra começa com uma pagina sobre os últimos congressos da INF.

Cada congresso terá a sua pagina com informação sobre a FPN neste evento, temas debatidos e resultados das votações.

A tua contribuição é fundamental para o objectivo deste projecto.

____________________________________________________

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Facebook: FPN eliminada do espaço amizade

O Facebook eliminou a Federação Portuguesa de Naturismo, do espaço amizade com todos os seus conteúdos, comentários e debates.

Neste momento está disponível nossa a pagina. 

https://www.facebook.com/portuguese.naturism.federation

Quem desejar acompanhar a FPN deverá fazer um Like (Gosto) ou seguir a mesma.

Solicitamos a partilha desta informação pela comunidade naturista e nudista.

Saudações Naturistas

____________________________________________________

O Nudismo na FPN

O Nudismo na FPN

Com a actualização dos Estatutos da FPN em Abril de 2013, foi adicionada a palavra nudismo aos Estatutos e aos Regulamentos em Dezembro de 2013, com as seguintes definições:
a) Por Naturismo entende-se:
Uma forma de viver em harmonia com a Natureza caracterizada pela prática da nudez
colectiva, com o propósito de favorecer a auto-estima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.

b) Por Nudismo entende-se:
A simples prática da nudez, de preferência quando em contacto directo com a Natureza.
Para alguns esta terá sido uma mudança que desvia a FPN do seu caminho e da defesa do Naturismo, para outros uma aposta arriscada dada a carga negativa que esta palavra tem nos países do Sul da Europa e particularmente em Portugal.

Para nós é um caminho natural que em nada nos desvia do objectivo, do rumo e da defesa da definição de Naturismo vinculada pela INF/FNI na qual estamos inscritos, até porque esta inclui naturismo/nudismo na sua definição.
The purpose of the non-profit association is:

1. Naturism/nudism is a way of life in harmony with nature whose activities are not directed towards profit. It is characterized by the practice of common nudity, with the intention of encouraging respect for oneself, respect for others and respectfor the environment.

2. The goal of naturism/nudism is the promotion of thephysical and mental health of humans in nature or in athletic activities. The INF-FNI supports all initiatives that nurture the body, the mind, and the soul, and opposes anything that can cause harm, especially the abuse of nicotine, alcohol, and drugs. It promotes the protection of nature andthe environment.
Este passo devidamente ponderado, teve como objectivo aproveitar a actualização de Estatutos solicitada pelas entidades filiadas na FPN, para harmonizar a nossa definição com a da INF/FNI e em simultâneo dar uma maior abrangência à FPN evitando problemas futuros na representatividade da nudez social.

A palavra nudismo com a sua fonte de carga negativa passou a designar de forma abrangente um conjunto de pessoas, actividades e comunidades que nada tem a ver com a prática do naturismo.

No entanto não podemos renegar parte da nossa história e das nossas origens, o homem nasce nu, durante séculos viveu nu e em algumas culturas a nudez ainda é uma forma de estar na vida.

Só através da consciencialização e do desenvolvimento humano foi possível criar filosofias e modos de vida entre os quais o que actualmente é designado por naturismo.

Mas a nossa origem está no nudismo e não é nosso entendimento que renegando o passado se constrói o futuro.

O Naturismo nasce em Portugal de forma consistente no pós 25 de Abril, muito depois da criação do naturismo, tendo adoptado esta designação.

Para alguns a palavra naturismo evoluiu do nudismo porque seria mais fácil criar um novo conceito do que lutar pela sua defesa e “limpeza” .

Uma forma de pensar e actuar que põe em causa o futuro da palavra naturismo se a mesma vier a ser objecto de uma carga negativa no futuro, obrigando a criar uma nova palavra para dizer o mesmo e definir o mesmo.

Aqui chegados, nudismo para nós é válido e enquadrado dentro da ética e das práticas naturistas, especialmente no ambiente da nudez social onde a componente filosófica e teórica está menos presente e devidamente enquadrado pelo respeito ambiental e em comunhão com a natureza.

As restantes conotações não são parte da nossa forma de estar, constituindo muitas delas formas tipificadas como crime na lei e sendo factores de risco para a perda de direitos conquistados, mas estas não fazem parte da nossa definição de nudismo e muito menos do nosso futuro, excepto pelo esforço necessário que elas representam para dignificar o nudismo e defender o naturismo em Portugal.
____________________________________________________

terça-feira, 16 de setembro de 2014

O Naturismo e as palavras

Naturistas em debate sobre a censura nas redes sociais.
O Naturismo e as palavras

Para além da prática do naturismo no dia a dia e da componente da socialização a nu,  muitos naturistas no mundo inteiro trabalham e dedicam-se a contribuir para a componente teórica do naturismo.

Através de livros,  escritos dispersos,  artigos de opinião na comunicação e em redes sociais ou mesmo através de debates,  conferências e conversas de circunstância.

Todos os meios são válidos para o debate e partilha de ideias sobre o naturismo.

No entanto sendo o naturismo uma filosofia de vida praticada por 60 milhões de pessoas em todo o mundo, é fácil de compreender e é compreensível que existam várias formas e correntes dentro do naturismo.

E é nesta diferenciação que está uma das maiores riquezas do naturismo permitindo debates acalorados e filosóficos facilitando e abrindo caminho para as novas tendências e para a alteração do peso das várias correntes em cada período da actualidade.

Mas é aqui também que pseudo naturistas fazem uma gincana oratória e escrita sem respeito e tolerância pelos demais,  utilizando a deturpação de conceitos e definições em conjunto com o ataque pessoal e institucional,  gritando mais alto para se sentirem ouvidos,  parafraseando autores e escritos de outros a seu belo prazer de forma a justificar a sua argumentação pessoal.

Esta é uma forma que nada têm a ver com o naturismo e apenas se serve dele para alimentar egos pessoais e objectivos estratégicos escondidos.

Sob a capa de verdadeiros e quase únicos naturistas apresentam-se como iluminados seres da filosofia naturista e detentores de todo o seu saber.

Nada mais errado,  o naturismo vive dentro de cada um de nós de forma única,  a filosofia naturista e a prática dos seus conceitos estão em permanente mudança para acompanhar o mundo na sua permanente transformação.

Ninguém detém todo o saber e muito menos a sua propriedade.

Mas pessoas que se servem do naturismo e dos ataques pessoais e institucionais poderão ser considerados naturistas?

Pessoas que usam conceitos e ataques para alimentar o seu ego e os seus objectivos escondidos,  poderão ser considerados naturistas?

Onde estão nestes casos a tolerância,  o respeito pelos outros e o despir interior livre de egos e máscaras,  onde está o contributo comunitário e desinteressado em prol do movimento?

Existirá naturismo dentro daqueles onde se sobrepõem os interesses comerciais e pessoais?

Pessoalmente acredito que não,  estar nu sem estar interiormente despido não deverá ser a melhor forma de integração e prática naturista.

Agradeço os vossos comentários para debate e troca de ideias sobre este tema.

Artigo publicado no fórum JPN por Paulo Garcia
____________________________________________________

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

34º Congresso Mundial de Naturismo


O 34º Congresso Mundial de Naturismo decorre de 11 a 14 de Setembro na Irlanda com a presença de delegados das Federações de todo mundo.

Patrocinado pela Federação Naturista Internacional (INF/FNI) e organizado pela  Associação Naturista de Irlanda contou ainda com o apoio do Turismo da Irlanda.

As moções apresentadas abordam diversos temas, desde questões e apoio a problemas legais, ética naturista, certificação de espaços naturistas, naturismo em espaços públicos, ameaças ao naturismo, etc.

Portugal é representado neste evento por Rui Elvas, Presidente da Federação Portuguesa de Naturismo.

A todos os Delegados e Dirigentes da INF/ FNI os nossos votos de um excelente e produtivo congresso.


quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Evandro Telles: A Semente do Naturismo

Um excelente artigo de Evandro Telles:

"... Posso escrever muitos livros e diversos artigos, mesmo assim será de pouca utilidade para aqueles que se apegam aos seus conceitos. Isso acontece por dois grandes motivos: Primeiro, o Naturismo só pode ser conhecido por meio da experimentação e não só pela leitura. .."

"...Para que a semente do Naturismo possa criar raízes é fundamental que seus participantes assumam a sua condição diante de todos com orgulho. Sem conflito com o próprio corpo que se cria um clima mais propício para a plenitude, o reconhecimento que as raízes e as flores são duas extremidades de um único fenômeno, ou seja, o corpo e a interioridade só podem ser vistos de modo integrados, sem nenhuma divisão. Assim é que o Naturismo deve ser vivido. .."

Visita o seu blog para leitura completa do artigo.
____________________________________________________

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Praias oficiais versus Praias de uso e costume

Qual a vossa opinião sobre as diferenças na pratica naturista entre ambas?

Por exemplo em termos de praticar naturismo qual a diferença da Praia da Bela Vista para a Praia da Adiça ou da Praia do Barril para a Praia das Quatro Aguas?

Considerando que pertencem ao mesmo concelho e se encontram a pouca distancia entre elas.

A própria lei já permite, no nº2 do Artigo 2º, a prática do naturismo nas praias de uso e costume existentes na data da sua publicação.

Pelo que o processo regulatório que será (um dia?) formalizado através de uma portaria irá estabelecer as normas e critérios para a sua legalização e reconhecidamente e posterior definição de cada espaço em processo autónomo em cada município.

____________________________________________________

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Linha de Costa - Algarve

Linha de Costa - Algarve

Fonte: Pedro Laranjeira
Em 2007 num excelente trabalho de Pedro Laranjeira estavam identificadas 2 Praias Oficiais e 22 praias onde o naturismo era possível em todo o Algarve.

Passados 7 anos o que mudou e como mudou?

O Algarve conta agora com 3 praias oficiais com a oficialização da Praia da Ilha Deserta, das 21 praias restantes assinaladas em 2007 o Clube Naturista do Algarve referencia 8 actualmente na sua pagina, a Federação Portuguesa de Naturismo referencia 9 praias.

Em várias publicações na imprensa escrita e online estes números vão variando.

Quais os efeitos da pressão têxtil e imobiliária no naturismo ?

Temos mais naturistas nas nossas praias ?

Temos menos praias de uso e costume naturista?

Com a aprovação da Lei naturista em 2010 era esperado um forte aumento de praias oficiais através da portaria que iria regular as praias de uso e costume existentes.

A portaria está por publicar desde 2011 não se sabendo o seu conteúdo o a sua própria existência.

Todas estas questões são transversais às restantes regiões do país, mas passados 7 anos do trabalho de referencia e quase 4 da publicação da lei, importa fazer uma actualização e criar um ponto de partida para novo impulso na divulgação e promoção do naturismo.

Um projecto com alguma dimensão para o qual convidámos os naturistas portugueses a colaborar na publicação anterior e por email todas as entidades filiadas na FPN.

Um projecto que vai permitir actualizar o mapa e a informação disponível na pagina da FPN em www.fpn.pt.

Um projecto que irá pela linha de costa partindo de Vila Real de Santo António e da Praia de Cacela.

____________________________________________________

Praia do Meco


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Praia da Bela Vista


Linha de Costa - À descoberta do naturismo em Portugal.

Linha de Costa - À descoberta do naturismo em Portugal.

A segunda fase do mapa vai avançar com as praias de uso e costume naturista.

De Sul para Norte ao longo da costa, concelho a concelho vamos adicionar ao mapa e criar novas paginas no nosso site para cada praia identificada.

Ajuda-nos a identificar locais, acessos e envia-nos fotos para cada uma das paginas.

Comenta cada espaço e partilha a tua opinião sobre os mesmos.

No Facebook, Google+ , Blog e Fórum a tua opinião conta para uma divulgação e conhecimento do naturismo em Portugal.

http://www.fpn.pt/vivernu/praia/praias.php
____________________________________________________